DO IUS AO DERECTUM: A RECONFIGURAÇÃO DO MÉTODO DO DIREITO

Autores

  • Cláudio Brandão FADIC

DOI:

https://doi.org/10.22293/2179507x.v13i31.2173

Resumo

O ius romano foi produto de uma construção realista que não partia de generalizações, mas se servia de uma arte para construir pela indução a sentença. Era a autoridade do jurista o fundamento de legitimidade de sua capacidade de criar o direito, por meio da demarcação da fronteira entre o lícito e o ilícito. Essa metodologia indutiva não guardava coerência com a tradição religiosa revelada pelos judaísmo e cristianismo, vez que o seguimento de um caminho é relacionado à lei nas suas escrituras sagradas. Na tradição judaica-cristã a metodologia do direito é uma dedução. A partir dessas diferentes metodologias pode-se compreender a viragem conceitual do ius ao derectum (directum).

Downloads

Publicado

2022-04-05

Como Citar

Brandão, C. (2022). DO IUS AO DERECTUM: A RECONFIGURAÇÃO DO MÉTODO DO DIREITO. Duc In Altum - Cadernos De Direito, 13(31). https://doi.org/10.22293/2179507x.v13i31.2173